Bem-vindo ao site do CEH Ricardo Nardelli

Ribeirão Pires garante preservação da Casa de Herbert Richers

 

Após tombamento como patrimônio histórico e cultural, local não poderá ser demolido e deverá passar por restauro

 

Da Assesoria de Imprensa

 

A Estância Turística de Ribeirão Pires conquistou mais uma importante garantia para a preservação e perpetuação da cultura e história da cidade. A Casa do produtor de cinema Herbert Richers passou a ser oficialmente protegida após tombamento como patrimônio histórico e cultural do município. Após a publicação de decreto do tombamento, o proprietário do espaço terá o prazo de 180 dias para apresentar projeto executivo de restauração do casarão histórico, local onde já foram gravados diversos filmes.

 

Publicado no Diário Oficial de Ribeirão Pires no último dia 20 de outubro, o decreto municipal nº 6770/2017, assinado pelo prefeito da cidade, Adler Teixeira – Kiko, homologou os estudos e o tombamento em razão de a preservação ser de interesse público e um direito previsto na Constituição. O decreto considera “a deliberação do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural e Natural e a instrução detalhada do Centro de Apoio Técnico ao Patrimônio de Ribeirão Pires (CATP)”.

 

“Nossa memória deve ser preservada. Herbert Richers foi um expoente da cultura brasileira e gravou dois filmes com o elenco da Família Trapo em nossa cidade. Foi um presente que ele deu a Ribeirão e que nós, agora, estamos devolvendo como uma homenagem ao seu legado”, afirmou.

 

“Ouvimos o apelo da população, expressa em vários abaixo-assinados que comprovavam o interesse público na preservação da casa. Tecnicamente não havia nenhum impedimento. Portanto, o tombamento é mais uma forma que temos de garantir o direito à memória à população e de criar a possibilidade de mais uma opção de turismo para a cidade”, completou o prefeito Kiko.

 

Segundo o diretor de patrimônio da cidade, Marcílio Duarte, o casarão sempre foi propriedade privada e a abertura ao público depende de negociações com o proprietário. "O proprietário poderá utilizar o imóvel para as finalidades que considerar melhor, sejam elas administrativas, culturais ou até mesmo comerciais, desde que preserve as características históricas da arquitetura, incluindo toda a restauração do interior e exterior da casa, a edícula, o jardim e os muros. A Prefeitura, por meio do CATP, poderá disponibilizar técnicos para ajudar na definição de uso mais compatível com o valor cultural do bem e, futuramente, abrir a casa para visitações, dentro de uma estratégia de turismo cultural", explicou Duarte

Ato em defesa da Casa de Herbert Richers, em 14 de junho de 2015. De vermelho, Claudemir Felix (in memoriam), que atuou no filme "Papai Trapalhão" (1968), com Jô Soares, Otelo Zeloni e Renata Fronzi.

Horários e Informações

Doação de objetos

Fale Conosco